Arquivo da categoria ‘Zoom’

Othon Bastos Está No Zoom Desta Semana

Publicado: 21 de outubro de 2009 em Cultura, Zoom

Zoom| 24/10 sab 22h30 | Tv Cultura – Curtas e médias-metragens nacionais |


Programa voltado para a divulgação de produções independentes, exibe filmes e vídeos de ficção, documentários e experimentais, de curta ou média metragem realizados por diretores brasileiros.
Othon Bastos Está No Zoom Desta Semana

O programa também exibe o curta Entre Cores e Navalha e fala da abertura da 33ª Mostra Internacional de Cinema de SP

Um dos grandes atores do cinema nacional, o premiado Othon Bastos participa do Zoom, apresentado por Flávia Scherner, neste sábado (24/10), às 22h30, na TV Cultura.

O Corisco em Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha – personagem mais marcante de sua carreira -, Othon circulou por todas as áreas da dramaturgia brasileira, fez diversos papéis no teatro e na televisão e participou de cerca de 40 filmes. Nesta edição do programa, o ator lembra de uma cena do clássico longa do diretor francês François Truffaut, Jules e Jim.

Ainda no Zoom, a exibição do curta Entre Cores e Navalhas, de Catarina Accioly e Iberê Carvalho. O filme mostra como um encontro inesperado entre duas pessoas pode mudar o rumo de suas vidas. No quadro Por trás da cena, o telespectador assiste aos extras do DVD Homem de Ferro, que revela como filmar com um traje que pesa 50 quilos.

Outra matéria desta edição é o assunto da semana na capital paulista: a abertura da 33ª Mostra Internacional de Cinema de SP, que começa dia 23 de outubro. A participação do diretor Edgard Navarro está no quadro Cinema Falado, e a entrevista com Florence Weyne Robert, que conta sobre a continuidade nas cenas de cinema, é o destaque do quadro Atrás da lente.

Anúncios

Andrea Beltrão fala de cinema no Zoom

Publicado: 9 de outubro de 2009 em Cultura, Zoom
Andrea Beltrão fala de cinema no Zoom

Zoom| 10/10 sab 22h30 | Tv Cultura – Curtas e médias-metragens nacionais |


Programa voltado para a divulgação de produções independentes, exibe filmes e vídeos de ficção, documentários e experimentais, de curta ou média metragem realizados por diretores brasileiros.
O programa deste sábado, na TV Cultura, traz também depoimentos de Harrison Ford, ator do filme A Testemunha e exibe o curta Cine Zé Sozinho

Andrea Beltrão, atriz consagrada por grandes trabalhos nos palcos, no cinema e na TV, como as séries Armação Limitada e A Grande Família (ambas da Rede Globo), participa do programa Zoom, da TV Cultura, neste sábado (10/10), às 22h30, com apresentação de Flávia Scherner.

Andrea, que está em cartaz com o filme Salve geral – o dia em que São Paulo parou, revela ao Zoom sua opinião sobre a atuação da atriz italiana Giulietta Masina no filme Noites de Cabíria, de Federico Fellini.

O público também assiste a exibição do curta Cine Zé Sozinho, que retrata o cotidiano do pernambucano José Raimundo Cavalcante, um amante do cinema, falecido recentemente, que varria a sala de exibição para conseguir assistir aos filmes de graça. Zé Sozinho, como era conhecido, chegou a comprar um projetor para circular pelo interior do Nordeste, realizando exibições em salas improvisadas (garagens, armazéns etc.), atividade que duraria mais de 30 anos. Em entrevista, o diretor da obra, Adriano Lima, fala sobre a história de José Raimundo e da experiência com essa produção.

No quadro Por trás da cena, a atração traz depoimentos de Peter Weir e Harrison Ford, respectivamente diretor e ator do filme A Testemunha, que comentam a atuação de Ford ao viver um detetive da polícia.

Ainda nesta edição, o programa traz os comentários do diretor Yuri Sanada sobre uma cena do filme O Ultimato Bourne; exibe uma cena do filme Super-Homem, realizado em 1978; e uma entrevista com o diretor e roteirista Alex Moletta, que fala de seu livro A criação de curta-metragem em vídeo digital.

Zoom| 08/08 sab 22h30 | Tv Cultura – Curtas e médias-metragens nacionais |


Programa voltado para a divulgação de produções independentes, exibe filmes e vídeos de ficção, documentários e experimentais, de curta ou média metragem realizados por diretores brasileiros.

Fernando Alves Pinto é entrevistado pelo Zoom

O programa exibe ainda o curta Calling Home, comentários dos cineastas Murilo Hauser e Cacá Diegues

O ator que estreou como protagonista no longa-metragem Terra estrangeira (1994), de Walter Salles e Daniela Thomas, Fernando Alves Pinto dá entrevista ao Zoom deste sábado (8/8), às 22h30, na TV Cultura.

Alves Pinto, que participou de outros sete filmes, entre eles, Tônica Dominante (2000), de Lina Chamie, no qual também foi protagonista, conta para Flávia Scherner sobre sua carreira no cinema.

O curta deste sábado é Calling Home, de Maria Eduarda Andrade e Marcelo Starobinas, que mostra o sofrimento dos imigrantes por meio das conversas com parentes e amigos.

No quadro Por Trás da Cena, o Zoom exibe uma matéria sobre quais são os critérios de escolha para decidir filmar em 35mm ou em HD.

O cineasta paranaense Murilo Hauser comenta uma cena de A hora do Lobo, filme de Ingmar Bergman, no bloco Start e, o diretor de Carandiru Cacá Diegues comenta uma cena com o ator Antonio Pitanga interpretando Samba da Batatinha, em Barravento, primeiro filme de Glauber Rocha.

Em Cinema Falado, o crítico e diretor Eduardo Valente comenta a experiência de ter realizado No meu lugar, o seu primeiro longa-metragem. Também nesta edição, uma matéria sobre o livro Viaje a la Luna: uma biografia em projeção, de Reto Melchior.

Zoom| 25/07 sab 22h30 | Tv Cultura – Curtas e médias-metragens nacionais |


Programa voltado para a divulgação de produções independentes, exibe filmes e vídeos de ficção, documentários e experimentais, de curta ou média metragem realizados por diretores brasileiros.

Livro que virou curta ganha a tela da TV Cultura

O Livro de Walachai, da cineasta Rejane Zilles, será exibido no Zoom deste sábado, que traz ainda Marcelo Camelo, Vera Egito, Zé Padilha e uma matéria sobre o II Festival Paulínia de Cinema

Em Walachai, uma pequena comunidade alemã no sul do Brasil, vive o professor e agricultor Benno Wendling. Desde 1940, seu grande desafio é conciliar o árduo e diário trabalho na roça com a obrigação de ensinar português a crianças do povoado, que só falam alemão. Nos últimos anos, dedicou-se a escrever, à mão, a história deste lugar num livro de caprichada caligrafia. O resultado foi a obra O Livro de Walachai, que deu origem ao curta dirigido por Rejane Zilles, que será exibido no Zoom deste sábado (25/7), às 22h30.

A cineasta nasceu e cresceu na comunidade alemã Walachai (que em alemão antigo significa “lugar distante, onde o tempo parou”). Para dar vida ao curta O Livro de Walachai, que revela um Brasil muito diferente e desconhecido pela maioria dos brasileiros, Zilles entrevistou as principais famílias do lugar, além de seus próprios parentes e ex-alunos.

Ainda nesta edição do Zoom, o músico e compositor Marcelo Camelo relembra a trilha do filme Step Across the border, dos cineastas alemães Nicolas Humbert e Werner Penzel, e uma cena do filme 2001, Uma odisséia no espaço, clássico de Stanley Kubrick.

O programa mostra também a cobertura do II Festival Paulínia de Cinema; uma matéria com a diretora Vera Egito, que conta sobre seus dois filmes que concorreram no Festival de Cannes neste ano; e o cineasta José Padilha, diretor de Tropa de Elite, que lembra do filme A pantera cor de rosa, no quadro Minha primeira vez. Para finalizar, a atração apresenta uma matéria sobre o curta Teteco, filmado com câmeras de celular.

Zoom| 18/07 sab 22h30 | Tv Cultura – Curtas e médias-metragens nacionais |


Programa voltado para a divulgação de produções independentes, exibe filmes e vídeos de ficção, documentários e experimentais, de curta ou média metragem realizados por diretores brasileiros.

Zoom exibe os premiados curtas Bem Intocado e Fuga Para Palmares

Programa traz ainda Marina Person e Othon Bastos no quadro Start e Lourenço Mutarelli, no Minha primeira vez

Um camelô que compra dinheiro e uma animação sobre Zumbi dos Palmares são os temas dos curta-metragens que o Zoom exibe neste sábado (18/7), às 22h30, na TV Cultura.

Produzido em julho de 2007, no formato minidv, Bem Intocado, de Thelmo Corrêa, é o primeiro filme do movimento CinemaSoco, criado por jovens cineastas de Porto Alegre. O curta conta a história de um camelô que compra dinheiro e, em troca, “dá sonhos” aos que procuram sua banca.

Bem Intocado já conquistou dois prêmios: o de melhor ator pelo trabalho de Juliano Barros, no 31º Festival Guarnicê de Cinema (São Luís – MA), em 2008; e o segundo lugar na categoria ficção no 1º Festival Online CUCO, em 2007.

Corrêa deu início a sua carreira de cineasta em 2005 com o curta-metragem Hoje vi Geralda. Em 2006 realizou o filme Grão de amor onde obteve diversas exibições e reconhecimento do público. Atualmente dedica-se ao Cinema Soco, movimento que visa produzir filmes que questionem e provoquem alguma sensação no público.

Célebre guerreiro
Já a animação Fuga para Palmares, de Rodrigo Alex, retrata a história de uma africana escravizada no Brasil colonial, na Capitania de Pernambuco, em 1677, onde atualmente se localiza o estado de Alagoas. O curta mostra a capoeira, arte marcial genuinamente brasileira, sendo executada pelo célebre guerreiro Zumbi dos Palmares. O diretor da animação é designer industrial por formação, mas atua como diretor de arte e efeitos especiais para cinema, TV e publicidade.

O Zoom traz também a apresentadora Marina Person, da MTV, comentando sobre a trilha do filme Trainspotting e o ator Othon Bastos, que lembra da cena final do longa Jules et Jim, um clássico do cineasta francês François Truffaut.

O público confere ainda a participação do dramaturgo, escritor, ator e autor de histórias em quadrinhos Lourenço Mutarelli relembrando o filme Uma Janela para o céu, de Larry Peerce. No quadro Cinema falado, Larry Silverberg fala sobre seu método de preparação de atores.

Zoom | 23/05 sab 22h30 | Tv Cultura |
Da música à ditadura com Simonal no programa Zoom do próximo sábado

Simonal: Ninguém sabe o duro que dei – documentário de Cláudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal, que resgata a importância musical de Wilson Simonal e coloca um ponto final na acusação de colaboração com o regime militar. Os filhos, Max de Castro e Simoninha falam sobre a importância desta recuperação da imagem do pai.

Reportagem mostra documentário que retrata a vida do cantor brasileiro, além de quadros com participações de Marina Person e Cacá Diegues

Uma matéria especial sobre o documentário Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei, dos diretores Claudio Manoel (membro do Casseta & Planeta), Calvito Leal e Micael Langer, será apresentada neste sábado (23/5), às 22h30, no programa Zoom, da TV Cultura.

Negro, filho de uma empregada doméstica, Wilson Simonal se tornou um dos mais populares cantores brasileiros, com sucesso absoluto na década de 60. Mas sua história não termina bem. Simonal caiu no ostracismo no início dos anos 70, acusado de que teria sido informante, dedo-duro e delator de colegas na época da ditadura militar no Brasil. Desde então, o sucesso veio abaixo e Simonal foi esquecido pelo Brasil. O cantor faleceu, em 2000, vítima de cirrose hepática.

Ainda nesta edição, o cineasta Cacá Diegues lembra cenas inesquecíveis de um dos integrantes mais importantes do cinema novo, o diretor Glauber Rocha. O cearense Halder Gomes, também diretor de cinema, fala da trilha sonora do filme Central do Brasil, de Walter Salles, no quadro Start.

No quadro Minha Primeira Vez, a apresentadora da MTV Marina Person lembra do filme O mágico de Oz. Em Atrás da Lente, o roteirista do filme Cidade de Deus, Bráulio Mantovani, explica o que é o script doctor. E ainda, no Por trás da cena, os extras do filme Disque M para matar.

No último bloco do programa, a cineasta Ana Azevedo, diretora do curta documental Dreznica (2008) participa do quadro Cinema Falado. Além disso, o curta Declaração, Carlos Canavó, é o escolhido do programa.

O ZOOM é um programa voltado para a divulgação de produções independentes. Exibe filmes, documentários, animações e trabalhos experimentais realizados por diretores brasileiros. No ar desde 1995, é o único programa da TV aberta brasileira voltado para a divulgação da produção nacional cinematográfica de curta e média metragem.
Sábado às 22h30
Reprise às sextas, 01h30