Arquivo da categoria ‘Polemica’

Shard o edifício certo no lugar errado

Publicado: 3 de julho de 2012 em Polemica

Shard, a nova estrela polémica do céu londrino

Doze anos depois do lançamento do projeto, o The Shard vai ser inaugurado com pompa e circunstância na quinta-feira, em Londres. Trata-se do mais alto edifício da Europa, mas estes 310 metros de altura não têm só admiradores.

O momento escolhido não poderia ter sido melhor. O novo ícone da cidade está pronto a tempo dos Jogos Olímpicos, que arrancam no final deste mês e esperam receber dois milhões de visitantes.

Com a sua silhueta esguia, no topo os 87 andares do edifício há uma vista panorâmica de 360 graus sobre a capital britânica. Este poderá tornar-se uma das atrações turísticas de Londres, “tal como o Empire State Building em Nova Iorque”, diz Irvine Sellar, presidente da Sellar Property, o responsável pelo projeto.

Espera-se uma inauguração tao ousada como o próprio edifício, com um espetacular ballet noturno de lasers e luzes sobre os principais monumentos históricos da capital. A Orquestra Filarmónica de Londres também foi convidada para atuar nas festividades.

Assinado pelo arquiteto italiano Renzo Piano, o Shard está localizado do lado sul do Tamisa, cujas margens foram submetidas a projetos de renovação em todas as direções.

Esta é uma “pequena cidade vertical” de 12 mil pessoas, afirma o arquiteto. Além de um hotel de cinco estrelas, o edifício terá restaurantes de luxo e 600 mil metros quadrados de escritórios e lojas.

Quem desejar viver ali precisa de ter uma sólida conta bancária, porque os dez apartamentos, que usufruem de uma vista deslumbrante já que estão localizados entre o 53º e 65º andares, serão vendidos entre os 46 e 62 milhões de euros.

A torre, que reflete o céu de Londres no seu exterior de vidro, começou a ser construída em 2009. O desenvolvimento deste projeto milionário tem sido lento, principalmente perante a crise financeira que tem atingido vários países da Europa. 

A construção do Shard levantou contestação, acabando por envolver também a UNESCO. Os defensores do património aquitetónico da cidade dizem que o novo edifício está mal localizado pois prejudica a vista da Catedral de St. Paul e do Parlamento.

A UNESCO também deu o seu parecer sobre o assunto, frizando que a construção interferia na “integridade visual” da Torre de Londres, inscrita no Património Mundial.

Um jornalista do “The Observer” resumiu a polémica dizendo que o Shard “é elegante, está no lugar errado, é uma destas torres que o mundo inveja, é uma fortaleza para os mais ricos, é um ícone de Londres: na verdade, é um pouco de tudo de uma só vez”. E é também o edifício mais alto da Europa mas por pouco tempo. Será destronado, dentro de alguns anos, pela Torre da Federação, em Moscovo, e pela Hermitage Plaza, em Paris.

Anúncios

Crime: Adnews e UOL inventam notícia sobre Record News e R7

Site voltado ao mercado publicitário afirmou que emissora e portal encerrariam suas atividades
Em “notícia” criminosa publicada pelos jornalistas Leonardo Pereira e Marcelo Gripa no site Adnews às 10h03 desta sexta-feira (17), o site “informa” que a Record News e o R7 terão suas atividades encerradas.Estranhamente uma semana depois da parceria entre Adnews e UOL ser alardeada em anúncios na Folha de S.Paulo, o Grupo Folha dá indícios de que o AdNews será o seu braço armado para atacar os concorrentes que o ameaçam.
Montagem adnews
Incapaz de ser efetivo em ataques gratuitos em suas próprias páginas, o UOL demonstra claramente que, a partir do anúncio da parceria, usará o Adnews como caneta de aluguel para tentar conter a real ameaça que sofre tanto em audiência quanto em faturamento nos últimos anos.
“Uma vez mais o Grupo Record é vítima de seu sucesso. O êxito do R7 e da Record News é inconteste e provado pelos números que apresentam. A Record tomará imediatamente as medidas judiciais cabíveis contra os jornalistas e o site que publicaram mais este ataque inverídico contra a empresa”, afirma Alexandre Raposo, presidente da Rede Record.
Leia abaixo o comunicado oficial da Record:
O Grupo Record  vem a público informar que foi vítima de mais um ataque criminoso contra as suas atividades empresarias. São absolutamente falsas as notícias sobre o encerramento do portal R7 e da Record News.

           
O ataque foi divulgado sem identificar qualquer fonte de informação pelo site Adnews, na mesma semana em que a empresa anunciou que se tornava parceira do portal UOL, um dos concorrentes do R7.
       
O R7 registrou excelentes resultados em menos de três anos de atividades. De janeiro a dezembro de 2011, o portal teve um crescimento de 111,61%, enquanto o mercado brasileiro de internet se expandiu 8,73% no mesmo período, segundo dados do Ibope/Nielsen. 
           
A Record News, apesar de sofrer boicote de algumas operadoras de televisão paga, segue como o canal de notícias com o maior número de telespectadores do país.
          
A atuação da Record News e do portal R7 permitiu que o Grupo Record expandisse seu alcance, democratizando ainda mais o acesso à informação. Ambos atendem a um público cada vez maior, telespectadores e internautas que, cientes da qualidade dos produtos, optam cada vez mais pelos seus serviços. 
             
O Grupo Record informa ainda que vai tomar medidas judiciais contra estes ataques, que podem trazer prejuízos para nossas atividades.   


São Paulo, 17 de fevereiro de 2012.
CENTRAL RECORD DE COMUNICAÇÃO

Garoto provoca polêmica nos EUA por querer atuar como cheerleader
Atuar como cheerleader é comum entre as garotas dos Estados Unidos, com direito a competições de animadoras de torcida entre escolas. A atividade, porém, ganhou a adesão de um garoto do Michigan, que tem sido alvo de uma polêmica.

Durante competição regional da modalidade, a escola St. Clair Shores (Mich.) Lakeview acabou desclassificada por contar com o jovem Brandon Urbas em sua equipe de animadoras de torcida, o que gerou acusações de discriminação.
Male Cheerleader Gets Team Disqualified … Because He’s a Boy
“Garotos não podem participar em equipes de garotas em competições da Associação Atlética dos Colégios do Michigan [em inglês, MHSAA]”, disse a entidade através de um comunicado. “As escolas adotaram esta posição para preservar as oportunidades de participação”.

Único menino do plantel, Urbas afirmou estar entrosado com as companheiras e que tudo correu bem durante a temporada do futebol americano, na qual atuou na animação da torcida. Os pais do garoto prometeram brigar na Justiça para mudar as regras do torneio regional de cheerleaders.

“Eu chorei. Senti como se estivessem tirando o meu sonho de ir para a faculdade e ganhar uma bolsa de estudos”, relatou Urbas.

De acordo com o CNE, idade mínima para cursar o ensino fundamental deve ser de 6 anos
Decisão de conselho gera polêmica
Por: FÁTIMA ALMEIDA – REPÓRTER
Uma decisão liminar do juiz federal Claudio Kitner, da 2ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco, propalada na semana retrasada em uma ação bancada pelo Ministério Público Federal (MPF) naquele Estado, reacendeu a discussão sobre a idade ideal para matricular os filhos na escola e promover seu ingresso no ensino fundamental.

Resoluções do Conselho Nacional de Educação (CNE) dizem que, para o ano letivo de 2012, as escolas só podem matricular no ensino fundamental crianças que tenham seis anos de idade, completados até o dia 31 de março do ano letivo que vai cursar. No entanto, a decisão do juiz Kitner – da qual o Ministério da Educação já anunciou que vai recorrer –, derrubou essa proibição no âmbito de Pernambuco, abrindo precedente que pode gerar demandas jurídicas também em outros Estados. Ação semelhante já foi proposta também pelo MPF do Distrito Federal, dias atrás.

“A idade não deve ser fator limitante”

O que eles querem é que o curso da vida escolar dos filhos siga normalmente, sem a necessidade de retenção da criança em uma etapa já concluída, por causa de um entrave regulatório, que eles consideram meramente burocrático. E embora não se tenha notícia, ainda, de nenhuma demanda jurídica tramitando em Alagoas, já tem quem admita recorrer a esse caminho para garantir a matrícula dos filhos.

O casal André e Kristine Rocha – ele educador e ela psicóloga – está com o problema na agenda das decisões para as próximas semanas, aguardando uma posição da escola sobre a matrícula da filha mais nova, a pequena Luana, no ensino fundamental. Ela entrou na pré-escola aos 3 anos e agora, aos 5 anos e 8 meses, já completou com êxito todas as etapas da educação infantil: lê com desenvoltura e interpreta com facilidade as informações. 

Especialistas concordam com regra

As escola, sobretudo as particulares, que recebem maior demanda nesse sentido, ficam entre o cumprimento da lei e os argumentos dos pais. Na avaliação de André Rocha, a escola teria condições técnicas de fazer a avaliação e dar a chancela para que a criança avance no ciclo natural do ensino e não fique retida por uma diferença de dias ou meses na idade.

Mas regra é regra, e é feita para ser cumprida. Embora algumas escolas considerem a retenção por idade um retrocesso, muitas já começaram a se preparar desde 2007, quando a regra foi anunciada, para cumprimento efetivo a partir de 2012. Nesse período de transição, a Escola Semente, por exemplo, só vem recebendo crianças para a educação infantil com idade mínima de 1 ano e 10 meses. Assim, depois de cumprir o ciclo que inclui maternal 1 e 2, jardim 1 e 2, elas chegam ao primeiro ano com 5 anos e 10 meses (completando os seis anos dentro do prazo, até 31 de março, como manda o CNE.

Norma valerá para Alagoas no ano letivo de 2012

Embora diante da decisão liminar da Justiça Federal em Pernambuco, contrária à proibição da matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental, e da posição do CEE de São Paulo, de permitir, por conta própria, o ingresso no 1° ano de crianças que vão completar 6 anos até 30 de junho, em Alagoas, o Conselho Estadual acatou o que determina o CNE e vai continuar assim.

“Não muda nada. A decisão da Justiça em Pernambuco é específica para aquele Estado. E em São Paulo, o Ministério Púbico Federal está processando o Conselho para não atender à norma nacional. Entendemos que não há consenso, e que a norma está gerando um grande desconforto nas escolas, com as famílias, mas é norma, e nós vamos cumpri-la”, diz a presidente do Conselho Estadual de Educação, Bárbara Costa.

“O conselho atende às demandas, mas a expectativa é de que as escolas ajam dentro da dignidade, da ética e da norma”, diz ela.

Outdoor de igreja progressista mostra Virgem Maria com teste de gravidez positivo

Redação Portal IMPRENSA 
Um outdoor criado pela igreja anglicana progressista St. Matthews in the City, da Nova Zelândia, mostra a Virgem Maria com um teste de gravidez que aponta o resultado positivo. A publicidade questiona a versão católica da concepção de Jesus Cristo. “A história do Natal é a história de uma gravidez real, com uma mãe e uma criança de verdade… Maria era jovem, solteira e pobre. Com certeza, não foi a primeira ou a última mulher nessa situação”, ressaltou Vicar Glynn Cardy, representante da igreja.

Entretanto, a campanha religiosa causou polêmica no país. “A St. Matthew’s ignora o entendimento da gravidez e do nascimento de Jesus, no qual Maria não é uma mãe comum, mas uma jovem que entregou sua confiança e sua vida a Deus”, observou, porém, Lyndsay Freer, oficial da Diocese Católica do país.

Em 2009, uma propaganda da mesma igreja, na qual Maria e José estão deitados separadamente em uma cama, com rostos entristecidos, sob a chamada “Pobre José. Deus lhe deu uma tarefa muito difícil” também provocou discussões entre os religiosos locais.

Com informações do AdWeek.

Chael Sonnen ataca Corinthians com críticas ao Itaqueirão

19 Dez 2011 . 11:37 h . Com informações do UOL . portal@d24am.com
Apesar do desejo de Chael Sonnen em lutar no estádio em Itaquera, a luta entre o americano e Anderson Silva deverá ser no Morumbi.

São Paulo – Polêmico, o americano Chael Sonnen entrou de vez no mundo da rivalidade entre Palmeiras e Corinthians. Desta vez, o novo estádio do clube alvinegro foi alvo de polêmica por parte do lutador.

“Eu gostaria de ver eles construírem escolas, não estádio para o Corinthians. Se eles vão construir estádio, vou derrubar Anderson lá”, escreveu Chael Sonnen em seu Twitter.

Apesar do desejo de Chael Sonnen em lutar no estádio em Itaquera, a luta entre o americano e Anderson Silva deverá ser no Morumbi.

De acordo com o site “Máquina do Esporte”, a luta entre o brasileiro e o americano será em maio do próximo ano, e o estádio do São Paulo já contará com uma cobertura especial.