Arquivo da categoria ‘Globo Reporter’

Rede Globo SP – Grade de Programação de sexta-feira dia 02/12/2011
Tio Sam News TV - Programação Rede Globo 
A programação é de responsabilidade da emissora, estando sujeita a eventuais alterações

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

00:05 – HDTV – Amor & Sexo
00:45 – Jornal da Globo
01:20 – Programa do Jô
02:55 – Prison Break
03:40 – Corujão
04:55 – Sagrado
05:00 – Telecurso Educação Básica
05:15 – Telecurso Profissionalizante
05:30 – Telecurso Ensino Médio
05:45 – Telecurso Ensino Fundamental
06:05 – Globo Rural
06:30 – Bom Dia São Paulo
07:30 – Bom Dia Brasil
08:30 – Mais Você

O Mais Você completou a marca de 3.000 programas exibidos na telinha da Globo. E, para comemorar a data, uma festa de gala foi gravada da Casa de Cristal, na última quarta-feira.

Dezenas de artistas compareceram para prestigiar Ana Maria Braga e Louro José, mas antes, conversam com exclusividade com o nosso site.
Os atores Paola Oliveira, Joaquim Lopes, Dira Paes, Isis Valverde, Susana Vieira, Cássia Kiss Magro, Cissa Guimaraes e Maitê Proença fizeram a sua homenagem.
O grupo Exaltasamba e a dupla Zezé di Camargo & Luciano também deram o seu depoimento. Os humoristas Nelson Freitas, Fabiana Karla e Samantha Schmutz falaram da importância da comemoração.  E quem também mandou o seu recado foram os ex-BBBs Maria Melino, Daniel, Adriana e Rodrigão.

10:25 – Bem Estar
11:10 – TV Globinho
12:05 – SPTV
12:50 – Globo Esporte
13:20 – Jornal Hoje
13:50 – Vídeo Show
14:45 – Mulheres de Areia

16:10 – Filme – Sessão da Tarde: HDTV – Snow Buddies – Uma Aventura no Gelo
Snow Buddies |  Ano: 2008 |  País: EUA
Diretor:  Robert Vince
Elenco:  James Belushi, Jimmy Bennett, Woopi Goldberg, Lothaire Bluteau, Jason Bryden, Kelly Chapek, Jarvis Dashkewytch, Josh Flitter
Os mais adoráveis filhotes da Disney estão de volta, e dessa vez vão se aventurar no congelado Ártico e conhecer novos amigos em uma emocionante corrida de trenós pelo Alasca.

17:51 – Globo Notícia
17:54 – Malhação
18:25 – A Vida da Gente
19:15 – SPTV
19:30 – Aquele Beijo
20:30 – Jornal Nacional
21:10 – HDTV – Fina Estampa

22:25 – Globo Repórter

Globo Repórter vai mostrar impactos ambientais causados por usinas
O programa viaja pela área onde vão ser construídas 16 novas usinas hidrelétricas e encontra preciosidades amazônicas.

A grande floresta que vai virar lago: o Globo Repórter viaja pela área onde vão ser construídas 16 novas usinas hidrelétricas e encontra preciosidades amazônicas.
Como o menor passarinho do Brasil, o caçula, constrói seu ninho? Em encontro de arrepiar: uma onça surge diante da equipe de reportagem na Transamazônica.
Nossos repórteres voam ao lado da ararajuba, a mais brasileira de todas as aves, com uma impressionante plumagem verde-amarela que brilha como ouro. Encontram ainda araras azuis e vermelhas, macacos prego, bugios e cairaras.
Quantas vidas ameaçadas pela gigantesca inundação? Nos rios, há 400 espécies de peixes grandes, pequenos e desconhecidos. Quantos vão vencer o obstáculo criado pelas barragens?
Árvores gigantescas: morada de saguis e zogue-zogues. Macacos aranha: a mata destes bichos vai desaparecer completamente? Tartaruga da Amazônia: no caminho do progresso, uma sobrevivente da era dos dinossauros. E os brasileiros que vivem nesta imensa região: o que vai acontecer com eles?

23:30 – HDTV – Macho Man

Helô sabota a festa de Valéria
Macho Man, Valéria (Marisa Orth) planeja uma festa para marcar época. Enquanto esteve acima do peso, suas comemorações sempre foram um fracasso. Tudo indica que agora, magra, o destino da assistente de cabeleireiro como anfitriã está mudado. Ela percorre o Fréderic’s convidando todos os funcionários, mas, ao ignorar Helô (Ingrid Guimarães), coloca o sucesso de seu evento em cheque.

Enciumada, a patricinha revida com uma festa repleta de socialites, o melhor cardápio e o DJ mais badalado do momento. A data, a hora e os convidados, não por coincidência, são os mesmos da festa de Valéria. Só a presença de Zuzú (Jorge Fernando) poderia salvar a festa da ex-gorda, não fosse o fato de ele já ter confirmado presença com a namorada.
03/12 SÁBADO

00:15 – Jornal da Globo

00:45 – Programa do Jô

Jô Soares entrevista Julia Lemmertz e Paulo Betti, Hubert e Marcelo Madureira, e Vivian Oswald.


Julia Lemmertz e Paulo Betti estão em cartaz com a peça “Deus da Carnificina”, no Teatro Leblon, no Rio. No espetáculo, escrito pela parisiense Yasmina Reza, dois casais brigam como crianças por causa da briga de seus respectivos filhos.

Os humoristas Hubert e Marcelo Madureira criaram, há 20 anos, o repórter fictício Agamenon Mendes Pedreira, que assina a coluna dominical irreverente no jornal “O Globo”. Agora esse anti-herói da imprensa ganha vida no cinema, interpretado pelo próprio Hubert e Marcelo Adnet, que dividem o papel nas fases adulto e jovem respectivamente. O filme, “As aventuras de Agamenon – o Repórter”.

A jornalista Vivian Oswald lança o livro “Com vista para o Kremlin”, fruto de muito garimpo nos dois anos em que viveu em Moscou, como correspondente do jornal O Globo. Vivian também cobriu a guerra na Geórgia, invadida pela Rússia.Com o embargo que já dura anos contra a Geórgia, Vivian teve de cruzar a Armênia de táxi para chegar a Tbilisi, que esteve, no dia de sua chegada, ameaçada pelos tanques russos.


02:20 – The Beast
03:10 – Corujão do Esporte
03:50 – HDTV – Vôlei Masculino: Polônia x Brasil – Vivo
Esporte /  Vôlei Masculino

06:05 – Globo Educação
Anúncios
Globo Repórter investiga por que os brasileiros devem cada vez mais

Prestações, cartões de crédito e juros: por que os brasileiros devem cada vez mais? O Globo Repórter investiga as surpresas da nossa vida financeira.

Empréstimos consignados: por que tantos aposentados vivem tão mal por causa deles? A tristeza da paulista que sempre ganhou bem e agora está falida e do baiano que era gerente de banco e hoje vive no maior aperto.
A carioca que abriu um restaurante comprando tudo o que precisou com cartão de crédito, e o casal que tem 26 cartões e viu sua dívida chegar a R$ 100 mil.
Pagamento mínimo vale a pena? Especialistas fazem a conta e provam que ele se transforma em uma dívida perpétua.
Desconto de 80%? Os superendividados pedem ajuda e descobrem que podem pagar e ter o nome limpo.
Devedores anônimos: como eles lutam contra o peso da dívida que não conseguem quitar e o fantasma das cobranças?
E o que os especialistas aconselham para quem quer se livrar desse problema? Veja nesta sexta-feira (2) no Globo Repórter.

Globo Repórter | 29/01 sex 22h00 | Globo – Jornalismo


Uma equipe própria de repórteres que aprofunda o conhecimento do público sobre assuntos polêmicos ou de interesse geral.

Por que muitas pessoas que chegam à terceira idade estão sempre procurando novas atividades?

Globo Repórter / Rede Globo

Por que muitas pessoas que chegam à terceira idade não conseguem parar e estão sempre procurando novas atividades?

O Globo Repórter de hoje vai tentar responder, mostrando alguns exemplos, como o doutor Schirmer, que, com 71 anos e uma jornada de 10 horas por dia como médico, salta de paraquedas no fim de semana.

Ou o casal que, aos 80, ganha a vida nas passarelas.

Ou mesmo uma mulher que, aos 100 anos de vida, realiza o sonho de aprender a ler.

O programa vai falar ainda da tal síndrome do marido aposentado.

Rede Globo | Globo Reporter

Toma Lá, Dá Cá – “O Caminho das Estrelas ” | 22/12 ter 22h40 | Globo – Humor |


Apesar de muita confusão, as duas famílias encontram as mais inusitadas soluções para resolver seus problemas. O primeiro passo é tentarem se entender.


Miguel Falabella: fim do ‘Toma Lá, Dá Cá’

Thiago Prado Neris/TV Globo
Gravação do último episódio do humorístico 'Toma Lá, Dá Cá', da Globo
Gravação do último episódio do humorístico ‘Toma Lá, Dá Cá’, da Globo

O ator, diretor e roteirista Miguel Falabella se despediu ontem da sitcom Toma Lá, Dá Cá, exibida às terças-feiras na Rede Globo. Foi a gravação do último episódio do humorístico, intitulado O Caminho das Estrelas, que será exibido em 22 de dezembro. “Talvez este tenha sido o programa mais feliz que fiz até hoje”, disse Falabella, intérprete de Mário Jorge na história. “Tivemos muitos momentos especiais. Os momentos musicais, por exemplo, foram maravilhosos. Foi incrível também a descoberta de talentos e as participações especiais que passaram pelo programa.”
Gravação do último episódio do humorístico 'Toma Lá, Dá Cá', da Globo
Falabella citou também a participação do ator Ítalo Rossi, que fez o personagem Seu Ladir, mas teve de se afastar por problemas de saúde. “O Ítalo Rossi foi uma cereja nesse bolo”, disse. No meio do caminho, com a gravação de 92 episódios em quatro temporadas — o primeiro programa foi ao ar em agosto de 2007 –, o elenco também viu a perda do ator Miguel Magno, que morreu aos 58 anos em agosto passado e fazia a personagem Dona Percy.

“Ao pensar no programa, me inspirei nos Simpsons. Tinha vontade de fazer um desenho animado com pessoas. Agora, tenho a sensação de missão cumprida. Foi um trabalho feito com alegria. E é importante entender os ciclos das coisas. Elas acabam para que possam renascer”, completou o autor, que dividia os créditos do texto com Maria Carmem Barbosa.
Gravação do último episódio do humorístico 'Toma Lá, Dá Cá', da Globo
O programa teve direção de núcleo de Roberto Talma e direção-geral de Cininha de Paula, que já disse ao Portal CARAS que o grupo tem a intenção de fazer uma versão de Toma Lá, Dá Cá para o cinema.

Ainda não há confirmação da emissora, mas a série A Diarista, com Cláudia Rodrigues, deve voltar e ocupar o horário de Toma Lá, Dá Cá na programação.

Fotos abaixo: Estrelando





Adriana Esteves chora com o fim de Toma Lá Dá Cá

Por: Thaís Sant´Anna/Flávia Almeida
Adriana Esteves chora com o fim de Toma Lá Dá Cá
Foto: Ag.Aphotos
Adriana Esteves chora com o fim de Toma Lá Dá Cá

E Toma Lá Dá Cá, da Globo, chegou ao fim! O último episódio do seriado, intitulado A Caminho das Estrelas, foi gravado nesta terça-feira (17), nos estúdios do Projac, no Rio de Janeiro.

O elenco, formado por Adriana Esteves, Miguel Falabella, Marisa Orth, Diogo Vilela, Arlete Salles, Norma Bengell, Alessandra Maestrini, Fernanda Souza, George Sauma, Daniel Torres e Stella Miranda chorou bastante, no final das gravações.

Falabella, roteirista e criador do humorístico, elogiou os colegas e disse que nunca havia feito um trabalho tão harmonioso como esse.

“Foram dois anos e meio de paz. Não tinha aquela coisa de ego, como era no Sai De Baixo. Lá, demoramos a nos entrosar e aqui foi imediato. Tenho certeza de que todos vão lembrar com carinho desse programa. Foi a primeira vez que se contou uma história em quadrinhos em carne e osso”, disse o ator, ainda emocionado.

Miguel ainda contou que se surpreendeu com o talento de Fernanda Souza e falou da amizade com Adriana Esteves:

“Fernanda é uma atriz nascida e criada na tevê. Quanto à Adriana, sou muito amigo dela e do marido Vladimir Brichta. Pretendo fazer outros trabalhos com ela”.

No episódio A Caminho das Estrelas, Mário Jorge, Celinha, Arnaldo e Rita são expulsos do Jambalaya com os filhos. Assim, Mário Jorge resolve escrever uma história em seu notebook, que vai se concretizando aos poucos.

Já no final, uma voz de Ladir (Ítalo Rossi), personagem que morreu no seriado, surge chamando todos para o ‘caminho da luz’. O elenco todo, então, sobe uma escada, como se estivesse indo para o céu.

O programa vai ao ar no próximo dia 22.

Globo Repórter | 13/11 sex 22h00 | Globo – Jornalismo

Uma equipe própria de repórteres que aprofunda o conhecimento do público sobre assuntos polêmicos ou de interesse geral.


Animais do cerrado lutam para sobreviver

Sem a vegetação nativa, tamanduás, antas e onças estão acuados e sem alimento.

CLÁUDIA GAIGHER Goiânia (GO)

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf

Um paraíso perdido, isolado e ameaçado. Viemos descobrir o que é o Cerrado. Quem não é da região custa a perceber o valor e a beleza do ambiente que já cobriu o Brasil Central e hoje desaparece silenciosamente. A vida selvagem corre perigo!

Três onças filhote são que nem crianças: escapam em um piscar de olhos. Elas parecem gatos de estimação, mas são filhotes de onça parda. Chegaram ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama (Cetas) porque o cerrado, onde viviam, foi desmatado.

Os filhotes vão crescer em ambiente fechado. Jamais poderão ser soltos na natureza.

Os filhotes do maior carnívoro das Américas devem achar que liberdade é brincar com estranhos que entram em sua jaula.

“Infelizmente, elas estão muito acostumadas com gente, porque foram criadas desde muito bebês aqui. Tivemos que amamentá-las com mamadeira, então, elas ficaram acostumadas com as pessoas”, diz o chefe do Cetas em Goiás, Léo Caetano.

Esse é o destino de muitos animais do cerrado. As pequenas trigêmeas estavam perto de um canavial. “Uma pessoa do Corpo de Bombeiros ouviu os miados e, sem saber se elas estavam com a mãe ou não, trouxe para Cetas”, conta Léo Caetano.

“Parecem gatos de estimação, mas são filhotes de onça-parda. Chegaram aqui porque o cerrado onde viviam foi desmatado. Esses filhotes vão crescer em ambiente fechado. Jamais poderão ser soltos na natureza”, diz Léo Caetano.

O Cetas é o abrigo provisório das maiores vítimas do desmatamento. Difícil é achar um local que receba esses bichos. Só em Goiânia, no centro do Ibama, são sete suçuaranas. Nina cresceu no local. Nem liga para gente estranha dentro da jaula. Mas por que tantos animais presos ou feridos? O problema se repete Brasil afora em toda a região de matas.

As rodovias atravessam áreas rurais onde ainda existem pequenas reservas de cerrado, refúgio de diversos bichos. Mas as matas ficam isoladas. Faltam espaço e comida para os animais, quando eles escapam da área protegida.

“Os animais não sabem onde podem passar por uma rodovia sem serem atropelados. Existem muitos casos de filhotes de tamanduá que foram encontrados no dorso da mãe atropelada que morreu”, conta Léo Caetano.

Foi o que aconteceu com mais um órfão de tamanduá. Uma papa de leite, verduras e frutas substitui o leite materno. O filhotinho de tatu bebe leite em um copinho.

No centro de triagem, chegam por ano pelo menos cem animais atropelados. Um ouriço-caxeiro foi socorrido. Muito ferido, precisou de sedativo para diminuir a dor. Ele quebrou uma pata e foi operado.

“Ele perdeu os espinhos por causa do atropelamento. Esse animal tem alta capacidade de soltar os espinhos. Então, por qualquer coisa, ele perde mesmo. Depois, nascem de novo, já está nascendo”, diz a veterinária Andréa de Moraes.

Em um dia especial, um filhote teve alta no centro de tratamento. De Goiânia, ele vai para uma fazenda afastada da cidade cercada de verde. Nenhum bicho fica preso. As aves que foram resgatadas seriam vendidas por traficantes de animais silvestres.

O quarto da fazenda virou berçário. Carinho e mamadeira para os órfãos do cerrado. Assustado, um filhotinho de paca se esconde embaixo do armário e só sai atraído pela comida. Sempre sobra espaço para mais um sobrevivente.

Um tamanduá-mirim é o mais exibido – sempre aparece para uma visitinha. Já um filhote de ouriço-caixeiro é tímido e se esconde no alto de um pé de amora. Ele também foi atropelado, mas já se recuperou. A estudante de biologia Elizabeth Ferreira Lima, a Beth, está sempre atenta, leva um agradinho antes do almoço.

Um filhote de tamanduá-bandeira ganha companhia na creche. Beth e o marido são apaixonados pela natureza e decidiram transformar a propriedade da família em um lugar seguro para os animais do cerrado.

“Deixamos mais de 50% da área preservada, sem desmatar, para ser um refúgio mesmo dos animais”, conta Beth.

Telmo Alves Lima é bancário e ela, estudante de biologia. Juntos, viraram os “pais adotivos” dos animais que foram salvos pelo pessoal do Ibama.

Telmo descreve o que passava em seu coração quando via um filhote de tamanduá recuperado ser levado para um zoológico. “Acho uma injustiça. Se ele não cometeu crime algum por que seria preso o resto da vida? Acho que soltar é melhor. Por aqui já passaram dez”.

Julie, a filha do caseiro, nem fala direito, mas já se entende com os filhotes. Tão bebezinho, um filhote de tamanduá precisa se sentir seguro e agarra uma oncinha de pelúcia.

“Na natureza, o instinto do animal é ficar agarradinho na mãe. Quando nasce, a mãe já carrega ele no dorso. Por isso a gente coloca o ursinho como a mãe. Fazemos essa adaptação, e ele aceita muito bem”, explica a mãe adotiva.

Os filhotes estão sempre famintos. Um tamanduá é pequeno, mas já tem a língua muito comprida. A mamadeira pode ser um perigo. Na ânsia de mamar, um filhotinho engasgou e engoliu a língua. Parece estranho, mas só sacudindo-o ele pode ser salvo.

Não é nada fácil cuidar de um animal silvestre. Afinal, o lugar deles é na mata, crescendo e aprendendo a viver em liberdade. Mas o que fazer para que esses animais não dependam tanto da ajuda das pessoas?

Não é só soltar os animais na natureza – é preciso ter certeza que eles vão sobreviver. Por isso, uma tela no meio da mata é o último estágio antes da soltura. Os tamanduás ainda recebem alimentos. É preciso andar bem devagar, porque estágio eles estão desacostumados com a presença das pessoas. Em breve, serão soltos e viverão livres.

Difícil é tirar o bicho do cercado. Antes de ganhar a liberdade, uma fêmea com mais de um ano de recebeu um brinco de identificação e uma coleira para emitir ondas de rádio e facilitar o monitoramento. No meio da mata, a fêmea de tamanduá foi finalmente solta. Ela estranhou no começo, tentou reconhecer o ambiente. Precisou de tempo.

Acompanhar o retorno desses animais para a vida selvagem é a pesquisa de Beth na faculdade de biologia. Olhar atento, concentração para ouvir o sinal do rádio em meio aos sons da floresta.

O monitoramento é feito durante um ano, desde a soltura dos tamanduás. No primeiro mês, as pesquisadoras passam horas todos os dias dentro da mata tentando achar o bicho.

“Ela come a papa que usamos no processo de soltura branda. Ela já percebeu nossa presença e não está mais aceitando a presença de humanos. Às vezes fica agressiva e corre atrás das vozes”, explica Beth.

Ela avança em direção a equipe! A antena afugentou o bicho assustado. A agressividade é um bom sinal: o tamanduá bandeira, que está ameaçado de extinção, já recuperou o instinto selvagem.

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf

Globo Repórter | 06/11 sex 22h00 | Globo – Jornalismo

Uma equipe própria de repórteres que aprofunda o conhecimento do público sobre assuntos polêmicos ou de interesse geral.

Descubra os tesouros da Ásia selvagem

Nesta sexta-feira (6), o Globo Repórter faz uma viagem pelas florestas mais surpreendentes da Terra.

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf
No próximo programa, você vai conhecer o território do panda-vermelho e dos esquilos gigantes e o esconderijo do leopardo-das-neves.

Não perca imagens incríveis da maior figueira do mundo, uma árvore que poderia cobrir cinco campos de futebol.

Saiba onde fica o refúgio dos macacos-juba-de-leão.

E uma caçada de arrepiar mostra como os indianos perseguem e capturam a laço um elefante selvagem.

Globo Repórter | 30/10 sex 22h00 | Globo – Jornalismo

Uma equipe própria de repórteres que aprofunda o conhecimento do público sobre assuntos polêmicos ou de interesse geral.

Veja as novas oportunidades de trabalho para os brasileiros

Nesta sexta-feira (30), o Globo Repórter vai mostrar como ter uma profissão de sucesso sem passar pela universidade.

http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf

No programa, você vai ver como trabalha um agrimensor, um profissional antigo e de nome complicado que tem emprego certo na cidade e no campo.

Acompanha a viagem do barco-escola que muda a vida das populações ribeirinhas da Amazônia.

Em o hotel-escola, com pouco dinheiro e muita vontade, jovens aprendem os segredos das profissões em alta no país que vai receber a Copa e as Olimpíadas.