Arquivo da categoria ‘Radio’

Inventor brasileiro do rádio vira “Herói da Pátria”
21/12/2011 16:41,  Por Congresso em Foco
  
Landell de Moura não obteve à época o reconhecimento dos brasileiros por ter inventado o rádio
Era o ano de 1889. No Colégio das Irmãs de São José, hoje Colégio Santana, no bairro de Santana, em São Paulo, o padre Roberto Landell de Moura instalou um estranho aparelho de madeira com um microfone. Em outro ponto, outro aparelho recolhia as ondas transmitidas pelo primeiro e reproduzia o som. Foi a primeira transmissão de rádio ocorrida em São Paulo, conforme registrou à época o jornal O Estado de S.Paulo. Outras demonstrações do tipo foram feitas por Landell de Moura no Rio Grande do Sul e em outros lugares. Em 1901, ele obteve a patente brasileira do aparelho transmissor de ondas sonoras, do telefone sem fio e do telégrafo sem fio, e em 1904, obteve também as patentes nos Estados Unidos. O italiano Guglielmo Marconi, mais reconhecido como inventor do rádio, só conseguiu fazer uma transmissão de voz em 1914, quinze anos depois de Landell de Moura.
Foi necessário que se passassem 123 anos para que Landell de Moura obtivesse o reconhecimento pela sua invenção, pelo menos no Brasil. Em caráter terminativo, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) aprovou o projeto de lei 7504/2010, que inclui o padre gaúcho no Livro dos Heróis da Pátria.
Na época em que viveu, Landell de Moura foi vítima da incompreensão e da ignorância de seus contemporâneos brasileiros. Empresários e governantes do país não deram à época a menor atenção às invenções do padre. Diante de criações que pareciam contrariar as leis da natureza, Landell era tratado como “herege”, “farsante”, “bruxo”. Em 1905, por exemplo, ao voltar dos Estados Unidos, Landell escreveu uma carta ao então presidente Rodrigues Alves pedindo a cessão de dois navios para fazer uma demonstração da transmissão de rádio de um para outro. O pedido foi negado, “coisa de maluco”. Quando Marconi fez pedido semelhante na Itália, toda a esquadra italiana foi colocada à sua disposição.
O projeto 7504/2010 é de autoria do ex-senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS). Na CCJ da Câmara, teve como relator o deputado Esperidião Amin (PP-SC). Aprovado agora, vai à sanção presidencial. Landell de Moura é o patrono dos radioamadores do Brasil.
Leia a íntegra do projeto: PL-7504/2010
Anúncios
Rádio e TV Cultura
Emissora informa em comunicado que decidiu pela “não renovação do contrato”
Augusto Gomes, iG São Paulo
Foto: Divulgação
Julio Medaglia
O maestro Julio Medaglia foi demitido da Rádio e TV Cultura nesta terça-feira, onde trabalhou nos últimos 24 anos. “Nem sequer me explicaram o motivo da demissão. Levou um minuto e meio para me mandar embora”, afirmou o músico.
Em entrevista ao iG, Medaglia contou que, nos últimos dois meses, já vinha fazendo seu programa na rádio Cultura sem um produtor, porque a vaga havia sido cortada.
Segundo ele, não foi dada nenhuma justificativa para a demissão. “Querem transformar a Cultura num Discovery Chanel. Eles não precisam mais de mim”, afirmou.
As críticas de Medaglia referem-se à nova programação da emissora, que traz uma série de programas que já haviam sido exibidos na TV por assinatura, mas eram inéditos em canais abertos.
Desde 2005, Medaglia apresentava o programa Prelúdio na TV Cultura. Na rádio, comandava o programa diário Tema e Variações, no ar desde 1987.
Em comunicado oficial, a Cultura afirmou que “pelo reconhecido e inconteste papel desempenhado pelo maestro Medaglia em prol da divulgação da música clássica no Brasil, foram oferecidas a ele algumas alternativas, mas a conclusão das conversas foi pela não renovação do contrato”.
Nascido em 1938, Julio Medaglia é um dos mais importantes maestros brasileiros. Formou-se em regência sinfônica na Alemanha em 1965 e foi diretor artístico dos teatros municipais de São Paulo e do Rio de Janeiro.
Também teve um papel importante na música popular, trabalhando na organização dos festivais da Record, nos anos 1960, e escrevendo arranjos para canções como “Tropicália”, de Caetano Veloso.

Futebol(Jovem Pan) x Globo

Publicado: 3 de fevereiro de 2010 em Futebol, Globo, Radio
Em editorial, rádio Jovem Pan critica “devassidão” em novelas

Redação Portal IMPRENSA

A rádio Jovem Pan colocou no ar um editorial contra as novelas do “horário nobre” da televisão brasileira. O texto da emissora diz que há “desvios escabrosos no mundo moderno”, em meio a liberdade de expressão.

“Enquanto na Venezuela se lacram canais de TV, aqui a disputa de audiência coloca no ar uma libertinagem que agride a família brasileira”, diz o editorial.

Segundo informou a coluna “Outro Canal”, da Folha de S.Paulo, o texto da rádio não cita nomes de tramas, mas dá exemplos para argumentar que a “devassidão está escancarada”.

“A fidelidade morreu. Em cena de café da manhã, a filha sai do quarto com o namorado e se assenta à mesa, na mais absoluta naturalidade. Ali, na outra cena, amigas planejam outro lance de traição e torpeza”, cita um dos trechos do editorial.

A novela “Viver a Vida” mostra a infidelidade de Gustavo (Marcelo Airodi) e da esposa Betina (Letícia Spiler). A trama também exibe cenas em que o casal de namorados Miguel (Mateus Solano) e Renata (Bárbara Paz) tomam café com a família após dormirem juntos.

Para a Central Globo de Comunicação (CGC), a novela “é uma obra de ficção, que não tem compromisso com a verdade”. Segundo a emissora, ao “recriar livremente situações, problemas e dilemas, de nosso dia a dia, a teledramaturgia busca apenas tecer o pano de fundo para histórias que, na verdade, discutem os sentimentos humanos (…) Essa é a sua função social: entreter, permitindo que nos identifiquemos com tramas, personagens etc…estimulando assim a reflexão sobre nossos valores, crenças, atitudes e comportamentos”.

A Globo ainda diz ter a “convicção de que a abordagem de temas de interesse social nas novelas contribui com a mobilização da sociedade”, servindo como pauta de discussão e temas à imprensa.

http://portalimprensa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2010/02/02/imprensa33513.shtml

Repórter da Jovem Pan critica iniciativa de apresentador do “Globo Esporte”

O repórter da rádio Jovem Pan de São Paulo, Márcio Spinpolo, fez uma crítica, no ar, ao programa “Globo Esporte”, durante partida entre o Corinthians e o Mirassol, válida pelo Campeonato Paulista. Durante transmissão do jogo, realizado na última quarta-feira (27), o jornalista questionou artifício utilizado pela emissora carioca para mostrar os atletas nas câmeras.

Durante a partida, o apresentador do “Globo Esporte”, Tiago Leifert, colocou duas jovens com placas nas mãos, mostrando o local onde os atletas deveriam se dirigir na hora de comemorar gols.

“Vale tudo. Placa com propaganda de programa de TV que transmite o jogo. Moça de perna aberta pode. Só repórter trabalhar é que não pode”, disse Spinpolo, questionado determinação da Federação Paulista de Futebol (FPF), que proíbe o acesso de jornalistas no gramado. A informação é da AFI.

http://ocanal.wordpress.com/2010/01/29/reporter-da-jovem-pan-critica-iniciativa-de-apresentador-do-globo-esporte/

A educadora Maria Stela Graciane afirma que o futebol às 22 horas prejudica o desenvolvimento e a formação das crianças. Veja o vídeo.

http://jovempan.uol.com.br/media/online/mediaplayer.swf?backcolor=0x464646&frontcolor=0xE1E1E1&lightcolor=0xFFF200&autostart=false&width=520&height=390&file=http://p.download.uol.com.br/jovempan/jponline/2010/02/01/wellington_hn18_futebol_010210.flv

http://jovempan.uol.com.br/videos/educadora-critica-novo-horario-40713,1,0

Fim de ano na tv

Publicado: 16 de setembro de 2009 em Radio

Por José Armando Vannucci

<!––> FIM DE ANO EM PLANEJAMENTO
Os responsáveis pela programação da Globo já começam a definir os detalhes dos especiais de fim de ano da emissora, que incluirá show com Roberto Carlos, sitcons, infantis e musicais. Além de testá-los para uma temporada em 2010, os novos projetos ajudam a segurar a audiência da Globo num período onde as festas de fim de ano, amigo secreto e confraternizações tiram as pessoas da frente da TV. Um outro fator que pesará na escolha dos especiais é a exibição do reality show “A Fazenda”, que, em dezembro, estará nos momentos mais tensos e praticamente com os participantes mais populares. A Record também começa a desenhar seus especiais de fim de ano, que estarão esvaziados em função de “A Fazenda 2”. A emissora deve colocar no ar uma minissérie religiosa e alguns especiais sempre após a exibição do reality show. No SBT já está praticamente certo o musical com Roberto Justus e convidados.

<!––> HUMOR COMO DIFERENCIAL
O “Programa do Ratinho” busca no humor o diferencial para a briga pela vice-liderança. Além disso, a atração comandada por Carlos Massa aumentou o número de prêmios e quadros mais populares, como o reencontro de familiares. O “Programa do Ratinho” recebe boa audiência do “Casos de Família”, que ontem fechou com 06 de média.

<!––> PARA ENTENDER O PÚBLICO
Com índices praticamente estacionados, o “Geraldo Brasil” aposta na variedade de assuntos e na distribuição de prêmios para conquistar o telespectador. No site do programa há uma enquete para tentar descobrir a preferência do público. Variedades (32,4%) e celebridades (29,9%) são os itens mais citados na sondagem, que servirá de base para as mudanças.

Divulgação Rede Globo

<!––> O PRIMEIRO CAPÍTULO
“Viver a Vida” começou bem, com bela fotografia, apresentação das principais personagens e indícios dos temas que serão debatidos nos próximos 8 meses. Segundo dados preliminares, a novela de Manoel Carlos estreou com 42 pontos de média. O primeiro capítulo de “Caminho das Índias” registrou 39 pontos e o de “A Favorita” 35, números que apontam para uma recuperação na teledramaturgia da emissora. Nesta segunda-feira, Manoel Carlos focou na apresentação de Helena e sua rival Luciana, nas agruras de Tereza e Marcos e na questão do álcool em jovens mulheres através da Renata, interpretada por Bárbara Paz. O resultado desta segunda-feira foi comemorado pela equipe de Manoel Carlos.

<!––> ALTERNATIVA NO HORÁRIO
Para concorrer com “Viver a Vida”, o SBT programou a série “Mistério da Ilha” de segunda a sexta, quebrando a estrutura de episódios semanais. O objetivo da emissora é fisgar o telespectador que não quer acompanhar novelas e prefere uma produção mais rápida. O empate técnico pode ser um sinal de que a estratégia de oferecer uma alternativa no horário funcionou.

<!––> DE OLHO NAS VIÚVAS DAS ÍNDIAS
Exibida entre 20h55 e 21h59, a novela “Bela, a Feia” é a aposta da Record na concorrência com “Viver a Vida”. A emissora promete não mudar o horário da trama de Gisele Joras pelo menos na próxima semana, independente dos resultados obtidos, já que o objetivo é conquistar público que saiu da Globo com o final de Caminho das Índias.

SBT e Metropolitana Fm Unem Forças Na Nova Temporada Do Programa Astros

O SBT conta com uma parceria inédita na edição 2009 do programa Astros. A partir deste ano, a Metropolitana FM (98,5 mhz em São Paulo) organizará shows com integrantes reality show, nos quais os telespectadores poderão ver ao vivo o desempenho dos candidatos. A Rádio Metropolitana também informará aos ouvintes as novidades de Astros durante os seus intervalos comerciais, enquanto o programa veiculará o nome da emissora parceira ao menos duas vezes por edição.

“Ao saberem das novidades de Astros, nossos ouvintes sentirão instigados a acompanhar o programa. Já os telespectadores saberão que muitas das músicas tocadas na TV poderão ser ouvidas na Metropolitana FM em sua versão original”, afirma o diretor geral da rádio, Jayr Sanzone Jr.

Com os shows, os espectadores poderão ver o desempenho dos candidatos em uma apresentação com grande público, o que trará mais subsídio na hora da escolha do vencedor do reality show. “Em shows recentes, levamos cerca de 90 mil pessoas, de acordo com dados da Polícia Militar, para uma apresentação em Ferraz de Vasconcelos, além de outras 20 mil em Poá. Serão provas de fogo para os candidatos”.

Teleton
Esta não será a primeira parceria entre as duas emissoras. Em 2008, o SBT contou com a Metropolitana FM na divulgação do Teleton. Naquela oportunidade, a rádio promoveu a festa Metronight Teleton Especial no Club Lótus, além de veicular flashes ao vivo na programação do SBT apresentados por locutores da rádio. Na Rádio Metropolitana, os ouvintes acompanharam todos os detalhes da festa, ao vivo.

Informativo de:
Empresa: MISASI COMUNICAÇÃO
Fone: (11) 3045-9272
E-mail: renan@misasi.com.br
Fax: (11) 3045-9272
Contato: Renan Martins Frade

Internet brasileira ganha domínios ‘taxi.br’ e ‘radio.br’

Extensões poderão ser registradas a partir desta terça (17).
Objetivo de diferentes domínios é abrigar atividades e serviços específicos.

Taxistas, teólogos e emissoras de áudio na web poderão registrar, a partir desta terça-feira (17), endereços na internet com as extensões “taxi.br“,“teo.br“ e “radio.br”. As inscrições serão abertas a partir das 10h, e os interessados podem encontrar mais informações no registro.br.

Segundo o Núcleo de Informação e Coordenação do “.br” (NIC.br), o objetivo da criação de novas extensões é abrigar atividades e serviços específicos e facilitar a forma de identificação e endereçamento na internet.

O registro será feito de acordo com a ordem de chegada dos pedidos. O Brasil já conta com uma lista de categoria de domínios que inclui diversas extensões para pessoas jurídicas, físicas e profissionais liberais.

há 12 anos no ar, Chupim reformula apresentadores e continua líder de audiência

Com uma fórmula diferenciada, baseada em trotes telefônicos e entrevistas com personalidades famosas, o programa é líder de audiência entre os jovens

São Paulo, fevereiro de 2009 – Para quem acompanha o sucesso do humorístico Chupim, da Metropolitana FM (98,5), não é fácil imaginar o começo difícil do programa. Porém, o humorístico, que é comandado pelo apresentador Marcelo Barbur, que interpreta o personagem Beby, teve uma longa trajetória até chegar ao posto que ocupa hoje, de liderança entre público de 15 a 29 anos das classes sociais A e B, se comparadas todas as rádios do dial paulistano. E, para continuar com o sucesso, o programa reformula a sua equipe com três novos integrantes, incluindo a drag queen Léo Áquilla. O Chupim vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 18h às 20h.

Além de Léo Áquilla, que trabalhou em programas de TV como Noite Afora, Superpop e Bom Dia Mulher, o humorístico conta agora com a personagem Barbie, interpretada pela atriz Amanda Bello, que trabalhou em rádios e TVs online no interior de São Paulo. No Chupim, Barbie é uma menina caipira, que acabou de chegar a São Paulo e se sente perdida na correria da cidade grande. A outra estreante é Diva, interpretada por Paola Vettori, que representa a típica patricinha paulista. Antes do Chupim, Paola trabalhou como repórter do Lance.Net.

“Apesar da liderança de audiência no horário, uma reformulação é sempre necessária”, explica Barbur. Em dezembro, o Chupim registrou um crescimento de audiência de 8,3% em relação ao mês anterior, o que demonstra a força da fórmula do humorístico.

Trajetória do Chupim

O programa começou no fim de 1996, quando o diretor geral da Metropolitana, Jayr Sanzone Jr., procurou Marcelo Barbur para criar um novo programa humorístico para a emissora. “Eram tempos difíceis. O Jayr tinha acabado de assumir a rádio, que havia ficado quase um mês fora do ar por causa da gestão anterior e ocupava os últimos lugares do Ibope”, lembra Barbur. Em meio às dificuldades, surgiu a simples fórmula do programa: divertir o ouvinte com trotes telefônicos. “Desde criança gosto de passar trotes e este acabou sendo o caminho natural para o programa”, explica o apresentador.

A idéia do Chupim deu tão certa que o programa passou a ser referência não só entre os ouvintes, mas também entre as rádios concorrentes. Com o tempo, o humorístico cresceu no Ibope, chegando à posição de líder, que ocupa até hoje. Outro ponto importante é que, atualmente, o programa vai ao ar justamente no horário de pico do trânsito paulistano, divertindo os ouvintes no momento mais estressante do dia.

O Chupim também é conhecido por sua interatividade com o público. Os ouvintes podem ligar para o telefone (11) 3171-3388 e participar, ao vivo, do programa e concorrer a vários prêmios distribuídos pela rádio. Além de Beby, Barbie, Léo Áquilla e Diva, participam também do programa os personagens Bartô (interpretado por Fernando Xavier) e Juninho (Renato Leitão). Os fãs do programa podem acompanhar pessoalmente o Chupim nos estúdios da rádio, que são abertos para o público.

Pocket shows

Hoje, a Metropolitana FM está entre as rádios mais ouvidas de São Paulo e ocupa os primeiros lugares entre as emissoras voltadas ao segmento jovem. Como marco desta nova fase, a rádio inaugurou modernos estúdios em setembro de 2007. Entre as novidades, a Metropolitana passou a disponibilizar uma ampla estrutura para a realização de apresentações ao vivo nos estúdios da emissora, o que viabilizou pocket shows dentro do próprio Chupim. Nesta nova fase, o humorístico já recebeu nomes como NX Zero, Fresno, Capital Inicial, Mallu Magalhães, Marcelo D2, entre outros.
MISASI COMUNICAÇÃO

Ouça

Chupim – Trotes para o nordeste.mp3

Download Now – No virus detected
Tested by Kaspersky Anti-Virus 2008-07-24