Arquivo da categoria ‘BBB8’

da Folha Online

A brasiliense Thatiana venceu na noite desta quinta-feira (6) a prova em um tabuleiro no jardim do “Big Brother Brasil” e é a nova líder da casa. A prova era de sorte, e os integrantes do reality show escolhiam posições em um tabuleiro.

Caso escolhesse uma casa que escondesse uma carta preta, o participante poderia eliminar um companheiro da prova. Quem encontrasse a carta verde ficava imune, ou seja, não poderia ser eliminado da prova. Já a carta amarela deixava o participante sob ameaça de sair do tabuleiro.

Natália começou a rodada. Ela achou uma carta preta e eliminou Gyselle, enquanto Marcelo optou por tirar Rafinha da prova. Imunes, Thatiana e Natália colocaram Marcos em uma cilada, deixando o eletrotécnico sem opção. Ele foi obrigado a eliminar o médico Marcelo.

O mesmo ocorreu com Thatiana que, ao tirar a carta preta, teve de eliminar seu namorado, Marcos . Na última rodada, sobraram no tabuleiro a miss gaúcha e a professora de inglês. A brasiliense teve mais sorte e conseguiu eliminar Natália. Thati comemorou muito, com choros e risos, a liderança do “BBB”, e terá o direito de indicar alguém ao paredão neste domingo.

Anúncios
Após a briga que separou a dupla mais polêmica desta oitava edição do “Big Brother Brasil”, Marcelo e Gyselle finalmente voltaram ao clima amigável na tarde desta quinta-feira (6).

Depois de um abraço apertado na cozinha, durante o almoço, o psiquiatra procurou a modelo para um pedido de desculpas e possível reconciliação. Gyselle estava voltando à casa com um novo corte de cabelo, adquirido durante rápida visita a um instituto de beleza.

Reprodução

Marcelo e Gyselle brigaram antes do resultado do paredão da última terça

No Quarto Monstros, a dupla fez brincadeiras sobre o entendimento e a divisão do espaço, e o mineiro aproveitou para propor uma aliança até a votação do próximo paredão no domingo. Gyselle rejeitou o pacto.

“Eu só vou saber quem são essas pessoas se eles acharem que a gente não está junto. Até domingo, na hora em que a gente votar, eu não vou te tratar mal, não vou mostrar proximidade”, disse Marcelo. Gyselle comentou que achava a estratégia uma “bobeira”, acabando com os planos do psiquiatra que, segundo o Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), tem “autonomia para fazer o que quiser” enquanto não está no exercício da profissão.

Mesmo não aceitando a aliança, a modelo cajuína afirmou que não guarda rancor de Marcelo, apesar de estar “magoada” com as ofensas durante a discussão de ambos. Gyselle ressaltou que o fato da dupla voltar a se falar, além de deixá-la “dormir tranqüila”, também muda o ambiente da casa. “Sai aquela fumaça quente, né?”, completou Marcelo sobre o entrosamento.

No final da tarde, enquanto preparava um café, Gyselle ainda recebeu um elogio de Marcelo sobre seu novo visual. “Você já é linda, mas sabe que você fica ainda mais linda assim, arrumadinha? Fica mais mulher…”, declarou o psiquiatra.

O médico, que assumiu ser gay na primeira semana do “BBB”, revelou nesta semana que a cajuína mexe com seu coração e ainda provoca reações fortes em seus hormônios. Questionado no confessionário pelo apresentador Pedro Bial, o psiquiatra admitiu que tinha como estratégia “sair do armário” para o Brasil inteiro, mas que está “balançado” pela beleza de Gy.

Os integrantes do “Big Brother Brasil” receberam a visita de mascarados para a festa da noite desta quarta-feira (5). Após uma semana conturbada com brigas e a eliminação da santista Juliana, os integrantes do reality show animaram-se com as fantasias de super-heróis.

Os visitantes mascarados ficam apenas uma hora na festa e logo deixam os seis últimos participantes do reality show sozinhos na casa.

Cada um dos confinados recebeu uma roupa característica, composta por luvas coloridas, capas esvoaçantes e botas de borracha. “Ai, que massa”, disse Thatiana, que deixou a tristeza de lado e era a mais empolgada com a festa. A brasiliense chorou muito após a saída de Juliana ontem, no sexto paredão triplo do “BBB”.

Reprodução/Divulgação
Marcelo e Gyselle brigaram na noite de terça antes do resultado do paredão. A cajuína disse que observou a falsidade do médico

A jornalista disputou a preferência do público com Marcelo e Gyselle, recebendo 50% dos votos em um paredão com votação recorde em todas as edições do reality show, segundo a Globo: foram 64 milhões de votos.

Na edição desta noite, a Globo exibiu a acirrada briga entre a cajuína e o médico, que ocorreu um pouco antes do paredão de ontem. Na ocasião, Marcelo chegou a fazer referência à atuação de Gyselle em um reality show na França, quando ela foi inserida pela produção do programa no confinamento para separar um casal.

Com 22 anos na época, a cajuína conseguiu cumprir com sucesso a missão. Gyselle se sentiu ofendida com as frases do psiquiatra e o chamou de falso. “Estou bem melhor agora porque estou ciente de algumas coisas. Acho melhor que a gente não fique junto”, disse ela.

Paredão

Na noite de terça, antes de anunciar o eliminado, o apresentador Pedro Bial fez um discurso supostamente direcionado ao médico Marcelo, afirmando que os integrantes entram na casa pensando em assumir papéis de bandidos ou mocinhos, comparando-os a personagens de Nelson Rodrigues(1912-1980) –o psiquiatra inventou em seu blog personagens para falar dos participantes da casa.

‘Nessa edição do BBB, há uma dúvida central. Será que não há vilões dessa vez ou será que são todos vilões? É cruel, é bem cruel, dizer verdades na cara de alguém… de qualquer um. E é também, cruel, muito cruel, isolar alguém, eleger alguém como um leproso dos tempos bíblicos. A gente não gosta de ver correr o sangue dos inocentes, mas quem é inocente?’, afirmou o apresentador, deixando o psiquiatra em choque.

Ao sair, Juliana disse que ficou surpresa com a votação e que todos os integrantes do “BBB” entenderam o recado do apresentador para Marcelo. Hoje, o médico procurou se aproximar dos outros confinandos e reconquistar a amizade de Gyselle e Marcos.

A estudante de psicologia Thessa Guimarães, 20, ficou famosa ao visitar sua amiga Thatiana Bione, 21, na casa do “Big Brother Brasil 8”. As duas foram impedidas de ter algum contato físico. Tathiana chorou copiosamente, gritando “eu te amo”. Thessa teve de negar, em seu blog, os boatos de que as duas são namoradas.

Questionada pelo portal lésbico Dyerama (www.dykerama.com) se já ficou com alguma mulher mesmo de brincadeira, Thessa, que se definiu como heterossexual, respondeu: “Já fiquei com uma garota, e não foi de brincadeira, mas quimicamente não deu muito certo”.

Reprodução
Estudante Thessa se comunica com Thati por meio de cartazes no “Big Brother”

A estudante também criticou a produção do “Big Brother”: “Senti raiva da produção da Globo por ter impedido que nós nos abraçássemos. Acho que se tinham tamanha preocupação com uma possível transmissão de informações, não poderiam ter dado a visita como presente a quem atendeu o Big Fone. Aquilo não foi uma visita. Foi uma experiência de laboratório! Senti-me o próprio ratinho de Skinner dentro da caixinha experimental.”

Divulgação
Thatiana está no paredão do “BBB”; enquete da Folha Online aponta saída de Felipe

Thessa também aproveitou a entrevista para criticar o médico Marcelo, que certa vez colocou Thatiana na parede, enchendo a professora de inglês de perguntas sobre sua relação com Thessa.

“Infelizmente, ele caiu num erro básico que cometem alguns aspirantes a psiquiatras e psicólogos: a prepotência de achar que seus estudos nos capacitaram pra adivinhar a mente das pessoas”, disse Thessa ao portal, acrescendo que o médico representa a classe profissional de “forma tão arrogante e despreparada”.

Thatiana compõe o paredão desta terça-feira, ao lado de Felipe Natália. Enquete da Folha Online aponta a saída de Felipe.

da Folha Online

A Globo negou a ocorrência de falhas nos sensores usados ontem na prova do líder do “Big Brother Brasil 8”, como perceberam alguns telespectadores. Em nota enviada à Folha Online, a emissora rebateu o comentário (leia baixo) publicado pelo site sobre os riscos à saúde dos participantes do reality show. A jornalista santista Juliana chegou a desmaiar durante a prova.

Quem procurava informações sobre seu estado de saúde após o incidente não encontrava nada no site oficial do programa. Havia apenas a mensagem: “Todos os detalhes da prova de resistência que deu a liderança a Marcelo você vai ver hoje à noite, após a novela ‘Duas Caras'”.

Só às 22h15 desta sexta-feira (22), a Globo divulgou comunicado à imprensa informando que “a santista Juliana teve um mal-estar e desmaiou, abandonando a prova. Ela foi atendida imediatamente por uma equipe médica, que avaliou que seu estado clínico estava bem e normalizado”.

“Primeiramente, a TV Globo jamais colocaria em risco a saúde de qualquer profissional seu como tampouco de qualquer participante de seus programas”, cita a nota enviada à Folha Online.

Vale lembrar a série de acidentes no quadro “Dança no Gelo”, do “Domingão do Faustão”. O último acidente sério foi com a atriz Giselle Itié, que sofreu traumatismo craniano.

Desacostumado às críticas

Sem especificar, a Globo reclama ainda de “declarações ofensivas e sem fundamento que a Folha On Line [sic] vem reiteradamente dirigindo ao programa e ao seu diretor”.

A reportagem da Folha Online sempre procurou a assessoria do programa para ouvir seu lado sobre assuntos incômodos, como as queixas registradas por telespectadores contra o reality show no Ministério da Justiça e críticas de internautas participantes do fórum sobre o programa. As respostas da emissora, por e-mail, repetem o mesmo mantra de que a emissora não vai comentar.

A Globo se queixa ainda da “virulência descabida” do comentário publicado pela Folha Online. Vale lembrar ainda o tom adotado por Boninho em declarações, que já chamou, em público, a participante Jaqueline Khury de “cachorra” que “mente muito”.

Reprodução
Boninho, diretor de “BBB”, só fala com quem elogia seu trabalho e publica o que ele quer

Segundo a Folha Online apurou nos bastidores do canal carioca, Boninho não dá entrevistas à Folha Online porque o site divulgou, no ano passado, o caso do vídeo comprometedor em que fala sobre atirar ovos em prostitutas. O diretor só fala com jornalistas que elogiam seu trabalho e publicam exatamente o que ele deseja.

Leia a íntegra da nota da Globo enviada à Folha Online

“Com relação aos comentários da matéria “Big Brother apela para sadismo e põe saúde de participantes em risco”, de autoria do jornalista Sérgio Ripardo, publicada nesta sexta-feira, dia 22, há uma sequência de afirmações equivocadas. Primeiramente, a TV Globo jamais colocaria em risco a saúde de qualquer profissional seu como tampouco de qualquer participante de seus programas. Não apenas pelo respeito às pessoas, mas por todas as demais premissas que norteiam as ações da emissora. Em momento algum a TV Globo se negou a dar notícias sobre a participante citada no comentário; ao contrário, esclareceu exatamente o ocorrido a todos que procuraram a emissora.

Tampouco é verdadeira a informação publicada na matéria “Marcelo conquista a segunda liderança do BBB” sobre a possibilidade de ter ocorrido algum problema nos sensores. O apresentador do Big Brother Brasil, Pedro Bial, informou aos participantes do reality, antes do início da prova do líder nesta quinta-feira, dia 21, que eles deveriam se mexer muito pouco, porque qualquer trepidação da cabine acionaria um sensor que dispararia o alarme eliminatório. Não houve falha no sensor do alarme nem infração por parte dos participantes, apenas movimentos que acionaram ou não o alarme da prova.

Por fim, queremos ressaltar que a emissora está sempre aberta a todo tipo de crítica construtiva, pois respeitamos a diversidade de opinião. No entanto, repudiamos as declarações ofensivas e sem fundamento que a Folha On Line [sic] vem reiteradamente dirigindo ao programa e ao seu diretor, pois acreditamos que tal virulência descabida não é compatível com um veículo de comunicação que, sabidamente, tem o compromisso com a boa informação.

Central Globo de Comunicação”


Comentário:

“Big Brother” apela para sadismo e põe saúde de participantes em risco

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

O sadismo virou a nova arma da Globo para elevar o ibope do “Big Brother Brasil”. Na prova do líder desta semana, uma participante chegou a desmaiar após ser colocada em uma cabine e ficar sob a mira de sensores de movimento. Juliana passou mal, ficou inconsciente e teve de ser socorrida, às pressas, pelos seus colegas de confinamento. A Globo evitou dar detalhes sobre a situação de saúde da jornalista santista.

Diante do clima de tédio que se instalou nas últimas semanas, Boninho, diretor do programa, desconta sua irritação transformando a casa em um inferno. A produção cria diversas tarefas a serem cumpridas pelos participantes ao longo do dia. O reality show parece disposto a colocar até a integridade física dos participantes sob risco. Foi o que mostrou o desmaio de Juliana. Qual será o próximo passo? Afogá-los na piscina? Ou atirar ovos neles, como Boninho já confessou, em um vídeo, já ter feito com prostitutas na rua?!

Reprodução/Globo
Juliana é carregada depois de desmaiar durante a prova do líder do “BBB 8”

No começo do programa, a professora de inglês Thatiana tomou um porre durante uma festa e levou vários tombos, chegando a sangrar a perna. Rir da desgraça alheia é um artifício antigo da comédia pastelão. Mas só conseguimos rir porque temos a certeza de que a vítima vai continuar viva. No caso do “Big Brother”, até onde vai o limite da responsabilidade da emissora? É só olhar para as diversas ocorrências policiais envolvendo ex-BBBs. Eles ficam famosos do dia para a noite, saem da casa dando autógrafos, posando para revistas, dando diversas entrevistas. De repente, voltam ao anonimato, são substituídos por uma nova safra de “brothers” e “sisters”. Não é à toa que alguns acabam se envolvendo em brigas, alcoolismo, consumo de drogas, egolatria, depressão ou um desespero para se manter sob os holofotes.

É raro encontrar uma reação institucional aos abusos cometidos pelo reality show. O discurso comum é a conivência, inclusive de boa parte da mídia. Quem ousa questionar os métodos da Globo? Na última quarta-feira (20), os vereadores de Porto Alegre (RS) aprovaram uma moção de protesto contra a emissora “por fazer apologia ao uso de bebidas alcoólicas por meio do “Big Brother”. A vereadora Maristela Maffei (PC do B), autora do requerimento, sustentou que “em um contexto nacional onde existem diversas campanhas contra o consumo abusivo de álcool, é inadmissível que um meio de comunicação poderoso incentive esta prática como algo natural”.

Questionada na época pela Folha Online, a Globo orientou o repórter a procurar o Ministério da Justiça, que cumpre apenas a praxe de registrar queixas de telespectadores incomodados com o conteúdo exibido. No ministério, a assessoria se mostrou surpresa com a solicitação dos dados pela reportagem e ainda indagou o motivo de se publicar a existência de reclamações contra o programa. Diante do desmaio de Juliana na “cabine assassina” de Boninho, não custa nada alertar: por favor, crianças, não coloque o gatinho nem o cachorro nem o papagaio da família dentro do microondas.

Até o namorado francês tenta faturar em cima da fama de Gyselle, a favorita do ‘Big Brother Brasil 8’

Plantão | Publicada em 19/02/2008 às 17h50m

Fernando Oliveira e Juliana Alencar, Diário de S. Paulo
Gyselle. Foto: divulgação

SÃO PAULO – Ninguém duvida que a vida de muita gente muda depois que um conhecido entra no “Big Brother Brasil”. Mas parece que para alguns, o reconhecimento não é suficiente e, se puder descolar uma graninha extra, melhor. É o caso do modelo francês Alex Sayhi, namorado que a piauiense Gyselle deixou em Paris antes de voltar para o Brasil.

Procurado pelo DIÁRIO, o modelo até quis falar um pouco sobre a bela, mas pediu uma certa, digamos, compensação financeira, pelas informações.

– Como minha reputação e imagem estão em jogo eu precisaria receber algo em troca. Os tempos estão difíceis aqui na França -disse Alex, que, por cerca de R$ 3 mil se ofereceu para enviar fotos e contar a história de amor do casal. O DIÁRIO não paga por entrevistas, mas conseguiu conversar rapidamente com o francês.

De acordo com Alex, a distância não os separou.

– Gyselle ainda é minha namorada – afirmou categoricamente. – Assisto ela todos os dias pela internet acessando o site da Globo e os vídeos do YouTube.

Atualmente, além de trabalhar como modelo, Alex integra um time de acrobatas chamado Chinese Box. O rapaz, de 23 anos, luta kung-fu, judô e aikidô e chegou a se mudar para o Canadá para melhorar seu treino. Só conheceu Gyselle em 2005, quando voltou à França e participou do reality show “Ilha da Tentação”.

– Estou muito feliz por ela e sei que ela está entre os favoritos do ‘Big Brother’. Até cogito juntar algum dinheiro e ir até o Brasil.

O mais curioso é que a família de Gyselle já contratou advogado e empresário. Pelo visto a piauiense vai mesmo mudar a vida de muita gente.

Ex-produtor também quer lucrar com ‘sister’

Não é só o namorado francês de Gyselle quem já vê cifras no seu envolvimento com a “sister” do “Big Brother Brasil 8”. Ex-produtor musical de Gyselle, Mathieu Vialleix, pretende aproveitar o sucesso da moça no reality show para lançá-la como cantora no Brasil.

Na França, onde morava na época em que participou da versão local do programa “Ilha da Tentação”, Gyselle lançou dois singles: “Sacode”, que já virou hit no site de compartilhamento de vídeos YouTube, e “Enamorada de ti”, uma balada romântica que mal chegou a ser trabalhada nas rádios de lá.

– É que logo em seguida ela voltou para o Brasil – disse Mathieu, que acredita no potencial de mercado de Gyselle.

– Aqui ela foi um fenômeno, fazia muito sucesso com os jovens. Gyselle tem um carisma muito forte, acho que tem tudo para estourar aí – completa.

Mathieu convidou Gyselle para trabalhar com ele após a piauiense ganhar o reality show francês. A última vez que os dois conversaram foi logo após o retorno dela ao Brasil.

– Gyselle é uma menina ótima. Dança bem, é esforçada. Acho que quando ela sair da casa tem um futuro brilhante pela frente – completa. E ele espera estar do lado.

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

O vídeo em que a miss Natália Casassola, 22, admite ter feito sexo anal é o mais discutido do mês e o segundo mais visto no YouTube Brasil, em sua categoria. Em conversa no “Big Brother Brasil 8”, a gaúcha questionou seus colegas Rafinha e Marcão se eles já fizeram sexo anal com alguma “guria”. A investigação espinhosa dos hábitos íntimos masculinos foi feita pela loira de Passo Fundo (RS) em linguajar curto, grosso e sem eufemismos. É só mais uma pérola do conteúdo do programa de maior audiência da TV no verão.

versões do vídeo com mais de 390 mil acessos e comentários de internautas condenando a exposição pública de um tema, digamos, tabu (imagina o rebuliço se o tempo fosse o dos generais). A cena (tape os ouvidos se odeia ouvir monossílabo de baixo calão) só foi ao ar no pay-per-view e lidera as discussões do YouTube na categoria “pessoas e blogs”. A Globo só pode transmitir o “BBB 8” em rede aberta a partir das 22h, seguindo classificação indicativa do Ministério da Justiça.

Reprodução
Natália constrange casa com comentários sobre intimidades, como a prática de sexo anal
Natália constrange casa com comentários sobre intimidades, como a prática de sexo anal

Os rapazes, posando de guardiões dos costumes e da austeridade, ficaram envergonhados com a pergunta desbocada. “Fico com vergonha de falar nesse assunto em rede nacional”, disse Marcos, cheio de dedos (sentido figurado), tentando mudar o rumo do colóquio (“Hoje só choveu, não fez sol”).

Deitada na casa, Natália insistiu na idiossincrasia proctológica: “Gente, eu não posso fazer uma pergunta básica? Não é uma coisa de outro mundo….Estou falando de sexo”, justificou a miss, que não revelou ainda se leu em sua vida o clássico de citações nas passarelas “O Pequeno Príncipe”, de Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944).

Divulgação
Cientes das câmeras, homens escondem intimidade e evitam tocar em assuntos sexuais
Cientes das câmeras, homens escondem intimidade e evitam tocar em assuntos sexuais

Rafinha aproveita para devolver a questão epistemológica e indaga se ela já fez sexo anal. “Já, mas não gosto, porque dói”, respondeu a miss, lamentado a dificuldade de tocar (stricto sensu) nesse assunto embaraçoso com seu namorado Fernando (“Ele é careta”).

Contrária a uma retórica puritana, ela diz que conversa sobre esse assunto com seus amigos fora da casa, e eles respondem sem problemas. Entre os comentários sobre o vídeo, alguns elogiam o lado liberal da miss em relação a sua sexualidade, enquanto outros criticam seu tom debochado de tocar em assuntos impróprios.

De fazer corar Cris Nicolotti, autora do hit “Vai Tomar no C.”, a miss já chegou a tirar as feministas do sério com sua verborragia: “Carinho a gente recebe de pai e mãe, homem tem de dar é porrada na cama”, confessou a gaúcha. O dramaturgo e “anjo pornográfico” Nelson Rodrigues (1912-80), que defendia a idéia explosiva e machista de que “só as mulheres normais gostam de apanhar”, deve ter gritado do céu, exigindo seu crédito.

Folha Online

http://www.youtube.com/watch?v=WB9pBN3nBy4