Cultura – Último capítulo da polêmica minissérie de Beto Brant

Publicado: 22 de julho de 2009 em Cultura, Direçoes

Direções 3 | 26/07 dom 22h00 | Tv Cultura – Cultural |

Último capítulo da polêmica minissérie de Beto Brant vai ao ar neste domingo na TV Cultura

Para quem não acompanhou os capítulos anteriores é possível assisti-los no site do projeto Direções ou pelo SescTV

A artista plástica e videomaker Marina Previato e o ator Gustavo Machado passaram três semanas semi-confinados em um apartamento em São Paulo discutindo relacionamento, amor, sonhos, medos e frustrações sob o foco de oito câmeras estrategicamente posicionadas. O material filmado deu origem à polêmica minissérie O Amor Segundo B. Schianberg, dirigida pelo cineasta Beto Brant e que, neste domingo (26/7), chega ao seu último capítulo, exibido pela TV Cultura, às 22h.

A proposta de Brant foi ousada. Sua ideia era a de construir uma narrativa sem similar na história da teledramaturgia brasileira — como num reality show, a minissérie acompanha a construção desde o início de um relacionamento amoroso no interior do apartamento onde acontecem os encontros do casal. Diálogos profundos, poéticos ou vazios, a trama é narrada por meio dos dramas, tristezas, confidências e momentos de amor de dois jovens urbanos. A proposta foi encampada de imediato por Marina e Gustavo. “Eles sequer se conheciam quando aceitaram participar do projeto,” diz o cineasta. “A ideia desde o início foi confiná-los em uma locação e deixar a história fluir.” O diretor pouco interferiu, a não ser por alguns telefonemas e torpedos. “O resultado foi melhor do que o esperado. A história foi se desenvolvendo naturalmente com o humor refinado de Gustavo e as tiradas inteligentes de Marina”.

O Amor Segundo B. Schianberg foi inspirado em um perso­nagem do romance Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, de Marçal Aquino, parceiro de Brant em diversas produções (O Invasor e Ação entre Amigos).

Beto Brant considera esta a sua experiência mais desafiadora. “Eu nunca havia trabalhado em TV, mas tinha vontade de me arriscar. Aceitei encarar por que a proposta era testar novos tipos de linguagem na dramaturgia,” diz Brant. “A liberdade que tive para fazer O Amor Segundo B.Schianberg foi parecida com a que temos no cinema”.

Quem perdeu a minissérie tem a chance de conferi-la no site do projeto Direções (www.tvcultura.com.br/direcoes). Ou ainda pelo SescTV, que leva ao ar na segunda-feira 27/7 o terceiro capítulo; e na semana seguinte (3/8), o último, ambos às 22 horas.

Encontro de linguagens

Com boa receptividade do público e reconhecimento da crítica em suas duas fases anteriores, Direções — projeto da TV Cultura em parceira com o SESCTV, dá um novo passo, reunindo cineastas e encenadores para experimentar novas abordagens em teledramaturgia.

Nesta terceira temporada foram convidados três premiados cineastas — Beto Brant, Eliane Caffé e Tata Amaral — e três diretores de teatro que mais se destacaram nas edições anteriores: Rodolfo García Vázques, Maucir Campanholi, e André Garolli.

Cada diretor teve total liberdade e participou inte­gralmente do projeto, desde a criação, adaptação do texto até a sua finalização na edição. Ao todo, o pú­blico vai poder conferir seis belíssimas séries inéditas — com gêneros e estilos diferentes —, divididas em 24 episódios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s