Uma homenagem ao Maestro Alceo Bocchino

Publicado: 8 de maio de 2009 em Musica, Tv Brasil
Uma homenagem ao Maestro Alceo Bocchino. Sábado, dia 16 de maio, às 15h. Reprise no dia 18 de maio, à 1h10.

“A Grande Música”
Alceo Bocchin | 16/05 sab 15h00 repr 18/05 seg 01h10 | Tv Brasil

“A Grande Música” presta homenagem ao Maestro Alceo Bocchino, que completou noventa anos em novembro passado. José Schiller conversou com Bochinno, na sede da Escola de Música Villa-Lobos, que possui um centro de pesquisas com o nome do Maestro. Bocchino falou sobre sua vida e carreira, em um bate-papo emocionante. Na parte musical, o programa apresenta o concerto realizado pela Rádio MEC em comemoração aos noventa anos de Alceo Bocchino, conforme roteiro abaixo:
Seresta para violino e piano
(Violino: Daniel Guedes – Piano: Kátia Balloussier)

Sonatina
Piano: Ingrid Barancoski

Quatro canções
À Marilia
Nada
Máxima Nº1
Cantiga de Ninar
(Mezzo soprano: Luciana Costa e Silva
Piano: Patrícia Bretas)

Quarteto de cordas
(1º violino: Daniel Guedes – 2º violino: Gabriela Queiroz
Viola: Bernardo Fantini – Violoncelo: Márcio Mallard)

Todas as composições são de Alceo Bocchino.

Gravado no Estúdio Sinfônico da Rádio MEC / RJ

Sobre Alceo Bocchino:

Nascido em 30 de novembro de 1918, em Curitiba, Paraná, Alceo Bocchino é um dos nomes mais conceituados do cenário musical brasileiro. Iniciou os estudos de música em sua cidade natal com Rosa Lubrano, Antonio Melillo e João Poeck. Também foi aluno de Camargo Guarnieri, Villa-Lobos e Francisco Mignone. Sua produção como compositor abrange trabalhos sinfônicos, camerísticos, canções e instrumentos solistas.

Durante longo período trabalhou em rádios: foi diretor musical da Mayrink Veiga e da Mundial, e regente e orquestrador das rádios São Paulo, Tupi Difusora e Record de São Paulo. Na Rádio MEC, o maestro Alceo Bocchino também foi muito presente e atuante, durante anos. Conforme lembra o maestro Edino Krieger, Bocchino foi um dos produtores do programa Música e Músicos do Brasil, criado por Mozart de Araújo e produzido por uma equipe que incluía Andrade Muricy, Ayres de Andrade, Ademar Nóbrega e Helza Camêu.

Nos anos 1960, Alceo Bocchino integrava o Trio Rádio MEC juntamente a Anselmo Zlatopolsky e Iberê Gomes Grosso. Ele ajudou a formar a Orquestra Sinfônica Nacional (OSN), em janeiro de 1961, da qual foi titular por dois períodos de sete anos. Na Rádio MEC, a OSN desempenhou uma importante função social, na medida em que atingiu um amplo e diversificado público através das ondas da rádio, chegando a gravar, em seus estúdios, obras de grandes compositores brasileiros, como Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe, Francisco Mignone, Cláudio Santoro, Lorenzo Fernandez, José Siqueira, Heckel Tavares, Pe. José Nunes Garcia, Alberto Nepomuceno, Carlos Gomes e Radamés Gnattali.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s