Técnicos Bernardinho e Zé Roberto Guimarães disputam “Quem é o melhor?”

Publicado: 11 de abril de 2009 em Esporte Espetacular, Globo
Técnicos Bernardinho e Zé Roberto Guimarães disputam “Quem é o melhor?”

Comandantes das seleções masculina e feminina do Brasil são os protagonistas do duelo no quadro do programa Esporte Espetacular

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

O quadro “Quem é o melhor?”, do Esporte Espetacular, continua fora dos gramados. Assim como na edição passada, com os levantadores Maurício e Ricardinho, a disputa segue entre as quatro linhas do vôlei, o segundo esporte na preferência dos brasileiros. Desta vez, no entanto, o duelo é entre dois técnicos. Na beira da quadra, eis a questão: Bernardinho ou José Roberto Guimarães? A enquete está aberta para votação na página do programa. Os internautas também podem enviar um vídeo com a sua opinião para o “Você no Esporte”. Os melhores serão selecionados e irão ao ar no EE do próximo domingo.

GLB.common.flash({ color: ”, wmode: ‘transparent’, width: 606 , height: 1000 , swf: ‘/FlashShow/0,,20409,00.swf’ , id: 20409 });

Bernardo Rocha de Rezende, o Bernardinho, começou a atuar como técnico em 1988. Até hoje se divide entre seleção e clube. Pentacampeão da Superliga feminina com o Rio de Janeiro, ele trabalhou com as mulheres da seleção brasileira de 1994 a 2000. Em 2001, assumiu o comando da equipe masculina e levou o Brasil a vitórias memoráveis. Entre os títulos mais marcantes estão os da Liga Mundial em 2001, 2003, 2006 e 2007, o inédito ouro do Campeonato Mundial de 2002, a Copa do Mundo de 2003, a segunda medalha dourada da história do voleibol brasileiro em Jogos Olímpicos, esta conquistada em Atenas-2004, o bicampeonato mundial em 2006, os Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, no Maracanãzinho, e, também em 2007, o bicampeonato da Copa do Mundo, no Japão. Em 2008, não obteve o mesmo sucesso dos anos anteriores, mas nada que apagasse os ciclos de triunfos. Ficou fora do pódio na Liga Mundial (quarto lugar) disputada em casa e foi medalha de prata nas Olimpíadas de Pequim.

Em 1989, José Roberto Guimarães iniciou sua trajetória como técnico. Antes assistente, assumiu o comando da seleção brasileira masculina em 1991 e, já no ano seguinte, obteve uma de suas maiores conquistas: a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona. Zé Roberto esteve à frente do time masculino até as Olimpíadas de Atlanta-96 e dirigiu o grupo em importantes conquistas. Em 1993, por exemplo, foi campeão da Liga Mundial, no Rio de Janeiro. Em agosto de 2003, Zé Roberto tornou-se treinador da seleção brasileira feminina. A partir daí, um longo caminho de altos e baixos foi percorrido até a consagração. Muitos triunfos foram obtidos, principalmente no Grand Prix, mas algumas derrotas dolorosas ficaram marcadas: o “24 a 19” nas semifinais dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004, contra a Rússia, e a queda no Pan do Rio 2007 diante das cubanas, na final. Em 2008, no entanto, Zé Roberto deu a volta por cima com as mulheres. Com a conquista da medalha de ouro inédita, em Pequim, ele entrou para a história do esporte brasileiro por ser o único técnico campeão olímpico dirigindo uma equipe masculina e outra feminina. Em clubes, trabalhou no Banespa (masculino) e Osasco (feminino), times nos quais foi campeão nacional. Atualmente, é o treinador do Pesaro, da Itália.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s